sábado, junho 22, 2024

Brasil tem carência de mais de seis milhões de domicílios

Mais Lidas
Agência Brasil
Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br
Agência pública de notícias vinculada à Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Informação, cidadania, educação e cultura.

O Amapá lidera o ranking de estados com maior percentual de déficit habitacional em relação ao total de domicílios, com 18%. Outros estados da Região Norte aparecem na lista: Roraima, com 17,2% e Amazonas, com 14,5%. As informações são de um estudo da Fundação João Pinheiro, feito em parceria com o Ministério das Cidades, com base em dados de 2022 do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Já os estados com menor proporção de falta de domicílios na comparação entre o total de residências são o Rio Grande do Sul, com quase 6%; Espírito Santo e Pernambuco, cada um com 6,3%.

O déficit habitacional acontece quando os imóveis ocupados estão em situação precária; com diferentes famílias dividindo a mesma residência ou mais de duas pessoas por dormitório; ou nas quais o pagamento do aluguel corresponde a mais de 30% de uma renda domiciliar de até três salários mínimos.

Em números absolutos, o país tem carência de mais de seis milhões de domicílios. As unidades da federação com maiores números absolutos de falta de habitação são os estados de São Paulo, com cerca 1,25 milhão de unidades, Minas Gerais, com 557 mil e Rio de Janeiro, com 544 mil. Apesar disso, todos têm a proporção menor que a média nacional, de 8,3%.

Em nota, o Ministério das Cidades informa que os dados da pesquisa são muito importantes para desenhar a política habitacional do governo federal. As informações também vão ajudar no direcionamento dos recursos públicos em apoio à população de baixa renda.

A nota informa ainda que, desde 2023, com a retomada do Minha Casa Minha Vida, o atual governo já selecionou a construção de mais de 300 mil moradias subsidiadas com recursos da União e financiou outras 636 mil casas por meio do FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.



Fonte: Fonte: Agência Brasil

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img
Últimas Notícias
- Publicidade -spot_img

Notícias Relacionadas

- Publicidade -spot_img
Top Of Mind