quarta-feira, maio 22, 2024

Em livro, crianças e adolescentes da Maré narram suas vivências

Mais Lidas
Agência Brasil
Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br
Agência pública de notícias vinculada à Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Informação, cidadania, educação e cultura.

Vivências de jovens e crianças moradoras de favelas da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro, são contadas em mais de mil cartas endereçadas às autoridades brasileiras. Escritas em 2018, os relatos agora fazem parte do livro infantojuvenil de não-ficção “Eu devia estar na escola”, parceria da ONG Redes da Maré e a Editora Caixote.

Ananda Luz, uma das escritoras responsáveis pelo projeto, destaca como surgiu a ideia.

“A ONG Redes da Maré fez uma iniciativa de reunir cartas de moradores para explicar pro Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro o que acontecia durante operações policiais no bairro na Maré. A maioria das pessoas que participaram eram crianças e adolescentes. Essas cartas saíram e foram publicadas nos jornais”.

A escritora também cita episódios de violência relatados na obra.

“As crianças narram para a gente que, quando tem ação policial, fecha o posto de saúde. E, quando fecha a unidade básica de saúde, e elas têm exames marcados, isso interfere na vida delas, porque o exame marcado não vai acontecer mais no dia. Elas relatam que quando acontece a violência policial, se elas estão na escola, elas têm medo”, exemplifica.

Cerca de 200 crianças participaram da iniciativa. Para a idealizadora do livro, a obra termina com uma mensagem de esperança, mostrando que as vidas retratadas precisam ser respeitadas.



Fonte: Fonte: Agência Brasil

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img
Últimas Notícias
- Publicidade -spot_img

Notícias Relacionadas

- Publicidade -spot_img
Top Of Mind