sexta-feira, maio 24, 2024

Indígenas Ticuna participam de casamento coletivo no Oeste do Amazonas

Mais Lidas
Agência Brasil
Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br
Agência pública de notícias vinculada à Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Informação, cidadania, educação e cultura.

Uma cerimônia nesta terça-feira (14) tornou oficial a união de 271 casais indígenas, no extremo Oeste do Amazonas.

O matrimônio coletivo ocorreu na comunidade Belém do Solimões, onde a maioria é da etnia Ticuna, o mais numeroso povo indígena na Amazônia brasileira, com uma população de cerca de oito mil pessoas.

A cerimônia foi prestigiada pelo corregedor nacional de Justiça, Luis Felipe Salomão, além de outros integrantes do Poder Judiciário e do Governo do estado.

Dez tradutores enviados pela Funai auxiliaram aqueles que não falam português.

O casamento coletivo marcou a segunda edição da “Semana Nacional do Registro Civil – Registre-se!”, que vai até sexta-feira. A ação, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça em todo o país, tem por objetivo promover inclusão social e ampliar o acesso à cidadania com a expedição de documentos como RG, CPF, certidões de nascimento, casamento e óbito.

Neste ano, além dos indígenas, as atividades destacam o atendimento às pessoas privadas de liberdade, em especial, aquelas em processo de reintegração após deixarem o sistema prisional.

O foco da Campanha Registre-se é a erradicação do sub-registro civil de nascimento e ampliação do acesso à documentação civil básica a todos os brasileiros, para que possam ter pleno direito à educação, saúde, previdência e auxílios governamentais.

O IBGE calcula que cerca de três milhões de brasileiros não têm Registro Civil. O número representa 2,59% da população.



Fonte: Fonte: Agência Brasil

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img
Últimas Notícias
- Publicidade -spot_img

Notícias Relacionadas

- Publicidade -spot_img
Top Of Mind