quarta-feira, junho 12, 2024

2ª edição dos JUBs Atléticas chega ao final com Halterada bicampeã

Mais Lidas
Agência Brasil
Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br
Agência pública de notícias vinculada à Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Informação, cidadania, educação e cultura.

O último dia do Jogos Universitários Brasileiros-Atléticas (JUBs Atléticas) é sempre o mais emocionante. As últimas medalhas são distribuídas e todos esperam os dois momentos finais: o cabo de guerra e o anúncio da campeã geral.

O cabo de guerra é a atração principal da competição. A brincadeira de criança, na verdade, é um esporte que coloca à prova a força e a resistência dos atletas. Inclusive, já foi esporte olímpico entre 1900 e 1920.

No cabo de guerra do JUBs Atléticas, quem levou a melhor foi a Atlética Furiosa, do curso de Educação Física da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). E a galera foi à loucura. Maxuell Lopes terminou a prova extenuado e emocionado: “Decidimos de última hora inscrever a Atlética nesta modalidade. Todo mundo abraçou a causa, se entregou do começo ao final. Estamos super cansados, participamos de várias modalidades, saímos do handebol e corremos pra cá, mas vale a pena”.

Logo após o cabo de guerra, o destaque foi a entrega dos troféus de campeões gerais. A Halterada, do curso de Educação Física da Universidade Federal de Pernambuco, foi bicampeã para delírio dos estudantes.

No final das contas, valeu para todos os participantes. Guilherme Soares acompanha as Atléticas por todo país com o Mascote Universitário, canal no Instagram que cobre os eventos das Universidades no Brasil. E ele se surpreendeu: “Acho que o que ficou mais marcado em mim aqui foi a cultura. São muitas atléticas do Nordeste e cada uma vive intensamente sua cultura através da música, da linguagem. Isso também reflete na união das Atléticas. O clima é favorável e fica tudo muito gostoso”.

Quem também aprovou os JUBs Atléticas foi o subsecretário de Esporte do Rio Grande do Norte, Cezinha Nunes: “Tivemos grandes combates esportivos em uma grande confraternização do esporte, que vai fortalecendo ainda mais o esporte universitário aqui no Rio Grande do Norte”.

Fim de papo por aqui. Obrigado, Natal. Mas é hora de seguir viagem porque ainda tem muito esporte universitário em 2024.

* O repórter Mauricio Costa viajou a convite da CBDU.





Fonte: Fonte: Agência Brasil

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img
Últimas Notícias
- Publicidade -spot_img

Notícias Relacionadas

- Publicidade -spot_img
Top Of Mind